quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

PASSAGEM DE ANO

Não sei se acontece com toda a gente mas, comigo, a gripe exerce uma péssima influenza sobre a auto-estima.
Evita-se o anti-histamínico que suaviza os sintomas de congestionamento nasal para não nos transformarmos em zombies vagueando pela casa. E levamos o dia a tentar inglòriamente respirar pelo nariz à custa de gotas, nebulizadores ou afins.
O Vick, agora, diz que faz efeito é nas solas dos pés, Deus me valha.
A dura realidade é que, com gotas ou sem elas, o maldito nariz teima em continuar obstruído e eis-nos permanentemente de boca aberta e ar de grave disfunção mental.
E não é só a aparência: eu fico mesmo bronca.
A flutuar noutra dimensão.
.
Por isso, quando olhei para o BIOQUIL (antibiótico receitado a outra pessoa cá de casa) e lhe achei nome de insecticida, parti logo do princípio que era da febre, achandra-te lá, Ana, que do que tu precisas é de descanso
e muitos líquidos.

Duas caixas de Kleenexes mais tarde, fui à despensa buscar o termo para pôr à cabeceira.
.
Foi quando os meus semi-cerrados olhos caíram sobre a embalagem do BIOKILL, comprada no início do Verão.
Não me espreguicei como a senhora do rótulo mas, confesso, senti-me logo muito mais segura.
De mim, quero eu dizer.
Que afinal, havia outro!
Coincidências interessantes que, se calhar, não lembravam ao diabo.

Na dúvida de que o BIOQUIL pudesse conter alguma das propriedades do BIOKILL, afastei-me dos dois e fui passar o ano em Vale de Lençóis.

*******************************************

12 comentários:

salvoconduto disse...

É caso para dizer que provavelmente dormiste com os pés de fora ou então que foi um fim de ano em grande...

Um ou outro, cházinho quente!

A. João Soares disse...

Se o nome do remédio termina em Kill, poderá mesmo ser definitivo!
Quando era miúdo, há muitas décadas(!), ouvia dizer que para isso oa cura é garantida com o conselho antigo: «abafa-te, abinha-te e abifa-te!» Mas umas canecas de chá de casca limão, bem quente e bem açucarado para não sentir o ácido ascórbico. comer laranja que tem vitamina C. Mas cuidado que esta vitamina cristaliza e produz areia no rim, pelo que não se deve abusar. Evitar a overdose!
Desejo as melhoras, com uma recuperação rápida, para prazer dos leitores das Pedras.
Beijos
João

Maria disse...

Por isso não te vi lá... ouvi espirros, sim, mas não eram os teus...
Toma um grogue bem quente e abafa-te. Pode ser que passe depressa.

As melhoras, Ana.
Bom ano de 2009 para ti

Beijinhos

Ana disse...

Salvo:
Antes tivesse sido em grande...
Grande foi a estopada da má disposição.
Hoje, entretanto, já comecei a arribar.
Muito chá tenho eu bebido, senhores!

Abraço

Ana disse...

João:
Abafar, abafei.
Mas quanto às outras duas recomendações, não foi possível.
Não conseguia comer absolutamente nada e beber, apenas chá muito quente. Tem sido às litradas...
Obrigada pelos conselhos.
Vou deixar as laranjas para quando conseguir tomar bebidas frias.
Dentro de dois ou três dias deve estar tudo passado.

Abraço

Ana disse...

Maria:
Quem te disse a ti
que os espirros que ouviste
não vinham daqui?

Garanto que faziam mais barulho do que as rajadas de metralhadora disparadas pela ciganada de alguns bairros:)))

Beijinho e bom ano.

capitão à doca disse...

Se eu fosse o Zé Cuscopos diria Hic Hic Hurra.
Como não sou limito-me a vociferar : Atchim, atchim, Porra!!!

Mil desculpas pelo desbragamento da exclamação...

Ana disse...

Capitão à Doca:
Por esta está desculpado, até porque quando o número de espirros seguidos ultrapassava os 74, 75 e mais, também me saía um desaforo pela boca fora.
Um, disse eu?
Vários.

Abraço

Ze_Cuscopos disse...

Cara vizinha Ana,

Isso pega-se, não é verdade?

Pois que agora estou eu!!!

Atchim Atchim Porra!!!

Perdão,

Hic Hic Hurra

Ana disse...

Caro Zé:
Não há como uma boa constipação para tirar a compostura às pessoas!
Já está mais aliviadinho?
Então vá.
Não estou a mandá-lo para lado nenhum, é uma frase feita. Há por aí quem lhes chame "bengalas", não sei se está a ver.
Andando o meu amigo sempre enfrascado como é seu hábito, a gripe que se cuide!

À sua!

Cris Caetano disse...

hehehe... mas já estás melhorzinha... eu me recuso a tomar remédios, então elas duram mais em mim no que na maioria... uma pequena rebeldia... mas em compensação, sinto uma imensa fome, gripe pra mim é sinal de quilos a mais.

Beijinhos

Ana disse...

Cris:
É verdade, já estou melhorzinha.
Mas fiquei com uma voz de cachaça que nem te conto!
E não foi do que bebi...
Curioso a gripe dar-te fome. A mim tira-me completamente o apetite.
Olha que maçada:)))))

Beijinho