quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

OMBRO A OMBRO



Em Inglaterra, a prestigiosa fábrica de porcelanas e cristais
WATERFORD WEDGWOOD está por um fio.
Ou bem que surge um comprador, ou é o fim.


.

Por cá, são as nossas faianças BORDALO PINHEIRO que parece terem chegado a um beco sem saída.

Qualquer uma delas, à sua escala, representa um símbolo para o seu país de origem.

Mas não nos sobressaltemos.
Certamente no Reino Unido não deixará de estar à venda a linda porcelana azul com cercaduras de parras e figurinhas brancas em relevo.
Até mais em conta, provavelmente.
Embora com algumas (pequenas) imperfeições. Who cares?

Entre nós espera-se que também não faltem, nas feiras e em algum comércio local, aquelas canecas tão decorativas, assim como a tradicional figura do nosso Zé Povinho.
Receia-se apenas que este passe a ostentar uma expressão ligeiramente alterada.
O rosto poderá vir a apresentar-se menos rubicundo. E menos bochechudo por causa da crise.
Os olhos tornar-se-ão ligeiramente amendoados.
Ou, para ser mais clara, em bico.

E aí estarão, ombro a ombro, a aristocrática porcelana de Dublin e a modesta faiança das Caldas.
Ambas com uma inscrição igual, por baixo, a dizer:
MADE IN CHINA.

***************************************

10 comentários:

salvoconduto disse...

Oh carago, toda a louça das Caldas! Mirradinha?...

Maria disse...

Salvo: ESSA louça de caldas não é feita na Bordalo Pinheiro!

Maria disse...

Desculpa, Ana, mas tinha que tirar a pedrinha que o Salvo me pôs no chinelo... é que por acaso até sou de Caldas!
Sabes que o conteúdo do teu post não me espanta?
Não temos já tapetes de Arraiolos "made in china"? Então? é só mais uma coisinha...
Desculpa, não é de Arraiolos, é de allaiolos...
Vou guardar a loiça da minha terra religiosamente. Quem sabe não valerá uma dinheirama quando passar a crise...
:)))

Beijinho, Ana

Ana disse...

Salvo:
Já te sentes mais descansado?
Não sintas.
Apesar de não serem feitas na Bordalo Pinheiro, nada garante que também essas não venham a ser, mais ano, menos ano, made in China.
:)))
Abraço

Ana disse...

Maria:
Fizeste muito bem, até porque o texto deixava margem para dúvidas.
Aqui para nós que ninguém nos vai ler, a intenção foi essa mesmo...
Mas não há como uma muher das Caldas para pôr tudo em faianças limpas.
É vergonhoso o que vou dizer por isso digo-o baixinho: tenho uma carpete de allaiolos em Sesimbra...
Já fui muito censurada por isso mas era tão gira e tão em conta...

Eles acabam sempre por levar a sua avante...

Beijinho

lixozé disse...

A anunciada crise na célebre loiça ilustra bem o que se está a passar.
Aos ricos, o Governo põe a mão por baixo e um cheque na algibeira.
Aos pobres, faz-lhes o implacável gesto do Zé Povinho.

Cris Caetano disse...

Vou passar ter mais cuidado... normalmente a louça voa da minha mão.

Beijinhos

Ana disse...

Lixozé:
Causa uma certa tristeza constatar como o nosso património cultural é ignorado sistematicamente pelos governos.
É o tal manguito (palavra do norte) feito a tudo o que desvalorizam.

Abraço

Ana disse...

Cris:
Olha a sorte que eu tenho por não me ajudares a limpar a loiça:)))

Beijinho

Ze_Cuscopos disse...

Cara vizinha Ana,

Quando até a famosa Fábrica de Loiça de Sacavém desaparece, o que é que se há-de dizer?

É um País inteiro que está a ir, aos poucos, pelo cano abaixo!!!

Hic Hic Hurra