terça-feira, 8 de julho de 2008

A POLÍCIA ESCOCESA, O ISLÃO E OS BOBIS

Na Escócia, a Associação dos Oficiais Chefes da Polícia (ACPO) adverte para o dever de evitar ofensas às sensibilidades religiosas de alguns.
Vamos ser mais explícitos: Dos Muçulmanos.
Ora pois.
Para aqueles crentes, o cão é considerado um animal impuro. Sujo. De contacto absolutamente a evitar.
Entretanto, acontece que, volta e meia, há uma casa de crentes no Islão que é imperioso vistoriar, à conta de suspeitas sobre droga ou explosivos.
Daí, ter que se recorrer aos bobis farejadores.
MAS...não pode é ser à balda.
Os cãezinhos terão de usar botas, para não conspurcarem os tapetes dos suspeitos.
Não é comovente?
Esta directiva surgiu na sequência de um incidente na cidade de Tayside, quando uns cartazes duma campanha anti-crime( onde figurava um cachorro da raça Pastor Alemão)
.
atraíram a ira dum conselheiro muçulmano.
A polícia pediu muitas desculpas e mandou retirar os cartazes.
A seguir, por via das dúvidas, fez aprovar a citada directiva.
.
Pelo sim pelo não, o melhor era os cidadãos britânicos em geral e os escoceses em particular começarem a mentalizar-se para aprenderem a viver sem a companhia dos que, agora, consideram "os seus melhores amigos".
E, mais ano, menos ano, para dar o exemplo, quem sabe se a própria família real não vai ter de desistir dos seus queridos Corgis?
A Emma, a Linnet, o Rush, a Minnie, o Monty, o Willow e a Holly que se cuidem.
No limite, podem vir a ter de ser sacrificados.
.
Que o Islão não deve estar exposto a ofensas deste jaez.
.
.
****************************************

13 comentários:

Ana disse...

O link indica um "erro na página".
Quem quiser ler a notícia pode ir ao TimesOnline e procurar "Sniffer dogs to wear Muslim Bootees".

Inspector Serôdio disse...

Tá certo: as mulheres de lenço, os cães de botinhas (com os gatos não há problema, porque usam bigode)

Cris Caetano disse...

E tu sabes o nome dos bóbis todos? Tô chocada!!! hehehe

Acho que fazia bem se algumas pessoas frequentassem um psicanalista de vez em quando para deixarem de tanta frescura...

Uma amiga minha ganhou umas pantufas para a filhota que está com 2 meses parecidíssima com as pantufas do cãozinho da tua foto. Muito fofas! :)

Beijinhos

poetaeusou . . . disse...

*
acho muito bem,
eu até sou arabe,
descendente de fenicios,
vieram do actual país
dos cedros - o martir libano -,
mercadores no mediterraneo,
chegaram ao allgarve, no seculo X.
formaram várias colonias costeiras,
foram até ao delta de aveiro,
rotaram a sines, setubal, sesimbra,
somos primos ? lisboa, peniche,
nazaré, buarcos, ilhavo, aveiro,
,
á escócia, querias . . .
bolas...não me apanham na escócia,
vivó bin laden,
"por sim ou por não "
hé hé hé hé hé
,
bobys de conchinhas, para ti,
,
*

Maria disse...

As coisas que tu descobres...
Mas este bobi é UMA bobi, tem as pantufas cor de rosa.... ou será que isso é indiferente?
Cá por mim usava azuis para os bobis meninos, hehehehe.
As vezes que eu me lembro dos livros do Astérix, quando diziam "ils sont fous, ces romains"... é só dizer when/where applicable...

Beijinho

Ana disse...

Inspector Serôdio:
Muito bem observado isso do bigode dos gatos:))
Além do cão, também são considerados impuros: vários fluídos orgânicos (que me abstenho de mencionar), os ossos, o porco, o homem e a mulher não muçulmanos, o vinho, a cerveja e o suor do camelo.

O seu vizinho Zé Cuscopos não ficará muito à vontade perante esta lista.
Refiro-me à bebida e ao facto de ser "infiel"(não muçulmano).
Penso eu de que.

Abraço

Ana disse...

Cris:
Fui ver a raça dos bobis da família real e apareceu-me a lista dos nomes...
Não penses que sou maluquinha e memorizo essas coisas:))
Podias aproveitar a sugestão da foto para arranjar umas pantufinhas assim para os dias de chuva do teu Sasha, hehehe...

Beijinho

Ana disse...

Poetaeusou:
Apre!
Falas, falas ,falas, mas tás aqui tás convertido!

Abraço

Ana disse...

Maria:
Que comentário polìticamente incorrecto!
Tu sabes lá a orientação sexual do bobi?

A foto é dum cachorinho(ou cachorrinha) da mesma raça da Keela.
E, caso não te lembres, a Keela foi a cadela que veio cá farejar o apartamento e as roupas dos MacCann.

Afinal, sempre tenho uma certa tendência para decorar nomes caninos...

Beijinho

Cris Caetano disse...

hehehehe... quanto às pantufas pro Sasha... bem tentei quando minha pestinha teve um machucado na pata que devia ficar protegida, mas quem disse? Ele arrancava se sacudindo. O que aconteceu? Ia "calçado" em saco plástico e ataduras, ficava estranhíssimo, mas claro que por culpa dele e não minha. :)

Beijinhos

Ana disse...

Cris:
Essa confidência merece outra, em troca.
Um dia o meu pastor alemão (o Luft) feriu uma pata num caco de garrafa.
Foi ao veterinário coser e, de cada vez que ia à rua tinha de enfiar uma peúga grossa do meu filho, para proteger a pata.
Quando ele achava que estava na hora e eu não me despachava, ia buscar primeiro a trela e pousava-a no meu colo. A seguir, vinha com a peúga na boca e fazia o mesmo.
Se eu não me mexia (e às vezes eu fazia de propósito...), latia uma vez, sentava-se na minha frente a olhar-me fixamente e bocejava, provavelmente de impaccência...
Aposto que sabes como é...
Ninguém o ensinou a fazer isso. Era a rotina e ele conhecia-a.

Foi mais um flash-back, o que é mau sinal...
Quando nos agarramos às recordações, normalmente, não estamos a ir para novas...

Beijinho

.

Cris Caetano disse...

Ihhhhh fiquei preocupada... sou "chegada" numa recordação. Preciso fazer como o Sasha: dar uma boa sacudida e seguir em frente... ;)

Beijinhos

Ana disse...

Cris:
Às vezes uma boa "sacudida" faz bem...

Beijinho