quarta-feira, 10 de junho de 2009

O LANÇAMENTO DO BONÉ

Uma nova modalidade desportiva nasceu, Segunda-feira, em Lisboa, ali para os lados de S.Bento.
É verdade que é um tanto diferente dos lançamentos do disco ou do dardo, que integram os Jogos Olímpicos.
E estes pequenos são apenas iniciados, ainda têm que comer muito pão com côdea.
Mas é dar tempo ao tempo, que um dia ainda um deles poderá, quem sabe, vir a transportar a tocha olímpica.
Por ora, estão um bocadinho enxofrados com o Governo que, segundo dizem, não os apoia como devia.
Parece que até os equipamentos de treino lhes saem do bolso.
Daí, a rapaziada ressentiu-se e acabou fazendo alguns lançamentos contra a residência oficial do Primeiro Ministro.
Pelo meio, ouviu-se bradar "ALDRABÃO, ALDRABÃO!" e "GATUNO, GATUNO!"
Devia ser algum grito de incitamento, assim à maneira da equipe de Rugby neo-zelandesa.
O senhor Ministro da Administração Interna é que não apreciou por aí além a exibição.
Parece que a achou pouco digna.
Feitios, como diria o outro.
Já estão anunciadas novas exibições (de modalidades diferentes) lá para dia 30, para gáudio dos cidadãos de todo o país.

Falando em cidadãos, veio-me agora à lembrança o porta-bandeira de uma outra associação desportiva que falou para as câmaras de televisão, há coisa de um ano, se não estou em erro.
Uns e outro são exemplos que ficaram muito bem no retrato e logo hoje é dia 10 de Junho.

O referido clip aí está, em baixo.
Porque certos momentos merecem ser recordados.

******************************

16 comentários:

Cris Caetano disse...

Aqui isso não acontece, são os militares que pagam do próprio bolso pelo uniforme, sai caro perder um boné.

Beijinhos

salvoconduto disse...

"LADRÃO, LADRÃO!" e "GATUNO, GATUNO!" Onde é que eu já ouvi isto?

poetaeusou . . . disse...

*
O Zé Policia
Português de farda
foi até S. Bento
de Boné na mão,
falar com o Primeiro
e este cheio de malícia
useiro e vezeiro
disse logo, que não
,
E o Zé passou-se
e amotinou-se
mas que grandes Zés
á Bordalo Pinheiro,
pôs o nosso Primeiro
todo lambareiro
a apanhar Bonés,
lálá lá lá
lálálálá lá lá lá lá . . . . .
,
Bonés aos molhos, envio-te,
,
*

Luis Eme disse...

mas olha que eles tem razão, nunca houve um governo que tenha achincalhado tanto as polícias (todas) como este, que de socialista só tem o nome.

fingiu que fez reformas mas a única coisa que fez foi poupar dinheiro à merceeiro, deixando a justiça e a segurança no estado actual (nunca esteve tão no fundo...), a mesma coisa que tem feito à saude, educação, etc.

mas agora já devem ter desistido da maioria "apregoada", Ana...

beijinho

Ana disse...

Cris,
Aqui também e lá se foram uns bonés à viola.
Quando se perde o respeito, já não há volta a dar...

Beijinho

Ana disse...

Salvo,
Infelizmente, cada vez ouvimos mais estes e outros mimos.

Não é que não sejam merecidos.
E até piores.
Depende de quem os grita.
E as forças policiais não devem agir à margem da lei, bloqueando ruas, por exemplo.
Como foi o caso.

Beijinho

Ana disse...

Poeta,
Grande adaptação para o poema de Vasco de Lima Couto...
Já estou a imaginar a Alexandra a cantá-lo...

E já se passaram tantos anos???
Meu Deeeeeeeeeus!

Beijinho

Ana disse...

Luis,
A razão está toda do lado deles.
Eu também lha reconheço, inteiramente.
Acontece é que este tipo de "manifestações" feitas para as câmaras, lhes tiram um pouco dessa razão.
As palhaçadas não dignificam nada quem as improvisa.
E se forem organizadas por forças da ordem, muito menos.
Quem exige respeito tem de se dar a ele. O que, no caso presente, é um pouco uma pescadinha de rabo na boca...

Com o feitiozinho do nosso primeiro, não acedito muito que as coisas se vão modificar.
Oxalá me enganasse...

Beijinho

cartêro de bissecleta disse...

Difícil é não parafrasear o nosso Vasco e lembrar que bonés há muitos, neste país de barretes, chapéus de cartola e imaculados colarinhos brancos.
Da cartola, o nosso Zezito tirou um coelho "vital" e fatal, escolha que deixou "alegre" o Rangel.
Digno do ensaio sobre a cegueira, o Zezito, em vez de reconhecer as razões da derrota, logo se apressou a dizer que a sua política é para continuar.
Por isso, os polícias atiram-se ao ar, juntamente com os bonés, os professores dão nota negativa ao Governo, o lápis do Lopes (o da Mota) continua sem assinar a demissão, o Vieira vai a votos na Luz enquanto reza por Jesus, vem aí o Santo António e o povo é sereno.
E não há quem responda à minha pergunta: Que País é Este?

Ana disse...

Cartêro de bissecleta,
Que o coelhinho branco não tinha grande vitalidade, já calculávamos.
Mas se o Zèzito ilusionista não tivesse perdido a varinha, ainda teria conseguido tirá-lo da cartola, sem esforço...
Assim, o primeiro a saír de lá foi o outro, aquele que compuseram com os dedos duma mão, a formar um V.

Vamos a ver se o engenheiro Mário Jamé vai continuar a fornecer-lhe material para os espectáculos de magia, dadas as trombas com que abandonou o palco, no Domingo.

E depois, vem aí o Verão e ninguém se vai querer maçar com políticas.
Para começar, esta semana já ofereceu uma senhora ponte, embora com o azar (para os lisboetas) de o Santo António vir a calhar num Sábado.
Calculamos que, nesse dia, ande por aí uma alegre e simpática rapaziada a festejar o santo e não só.
E faz muito bem.

Quanto ao País, caro Cartêro, mesmo depois de lida toda a correspondência, a incógnita persiste.

Bons feriados.

Duarte disse...

Isto não é um bom exemplo! Quando se tem razão, existem outros métodos para esgrimir os direitos. Que posso esperar duns policias que se comportam assim? Nada, e menos a imagem. Uma pena. Uma falta de respeito a todo o povo português.

Um grande abraço

Ana disse...

Duarte,
É exactamente o que eu penso.
Cenas destas acabam por prejudicar quem as enquadra.
E é uma pena porque eles têm todos os motivos para estar descontentes.

Beijinho

Ze_Cuscopos disse...

Cara vizinha Ana,

Esperemos que a modalidade olímpica não evolua para o tiro ao alvo!

A menos que os Ministros façam de alvo, é claro...

Afinal, eles não estão lá para nos proteger dos ladrões?

Ups, se alguém disser que eu escrevi isto, eu nego!!!

Hic Hic Hurra

Ana disse...

Vizinho Zé:
As declaraçõe feitas aqui não costumam ser esquecidas.
E essa é gravíssima!!!
Só lhe vale nós não termos cá (ainda) um Guantánamo para onde mandar os suspeitos de terrorismo e incitamento ao ódio.
Mas como eu hoje estou bem disposta vou esquecer que li isto.

Se calhar foi debaixo dos vapores...

À sua, mas com cuidado!
(dedinho a bater no tampo da mesa)

Red Eagle disse...

Já dizia o Vasco Santana, palerma chapéus à muitos

Ana disse...

Red Eagle,
Se ele tivesse adivinhado como essa frase iria perdurar, na boca das pessoas, teria registado a patente...

Beijinho