quarta-feira, 6 de outubro de 2010

BOCAS

Ele há deputados (e o PS, benza-o Deus, conta com uns poucos) que, mesmo involuntariamente, haverão de andar sempre nas bocas do povo.

Falando precisamente em bocas, a do senhor Ricardo Gonçalves apresenta a particularidade de estar quase sempre aberta.

Ou há-de ser para falar mais do que a conta,

ou por se encontrar no acto frequente de dar vazão ao seu exigente apetite, motivo que o terá levado a lamentar que a cantina da Assembleia da República se encontre encerrada à hora de jantar, privando-o de uma refeição a preços módicos. ( http://clix.expresso.pt/crise-deputado-esfomeado-reivindica-jantar-na-cantina-da-ar=f607362 )

O que é uma maçada, dado o seu reduzido vencimento. Para não fugir ao tema, vou terminar com um provérbio velhinho, velhinho:

"A boca do ambicioso só se fecha com terra da sepultura."

*********************************************

Nota: O poste de hoje foi beber inspiração a outros blogues que já se tinham ocupado deste assunto.

**********************************************

10 comentários:

poetaeusou . . . disse...

*
não ofendam o Oleg Popov,
vou fazer queixa ao Marcel Marceau,
prontes !
,
brisas serenas,
ficam,
,
*

Ana disse...

Poeta
Palhaços não faltam por aí.
Ainda se os nossos chegassem aos calcanhares do Popov...
Mas estes não fazem rir.
Só ganir...

Beijinho

Cris Caetano disse...

Imagina se o Tiririca se anima e vai praí? VALHAMEDEUS! :)

Beijinhos

Ana disse...

Cris
Olha que não ia fazer muita diferença :)))))

Que figura, hein?
-"Vote no Tiririca
Pior do que tá não fica..."

Ao que chegou a política actualmente!!!

Beijinho

Luis Eme disse...

sim, a história já está mais que batida, mas exemplifica bem quem é a malta que nós "enfiamos" no parlamento.

e também explica porque razão o pais está como está...

beijinho Ana

Ana disse...

Luis
Tal como as coisas estão, quem vota, vota numa lista de pessoas que nem faz ideia quem são.
E a escumalha lá vai no meio, cantando e rindo.
Não creio que isto se altere nos próximos tempos.

Beijinho

Duarte disse...

Consola-te, querida amiga, que aqui passa o mesmo. Só importa o símbolo, os que estão detrás não tem importância. Uma pena, mas muitos ainda continuam a ir pela vida como cordeiros.

Um grande abraço e bom fim de semana

Ana disse...

Duarte
Eu sei, eu sei.
Estes palhaços que tomaram o lugar dos políticos de há alguns anos, parece terem andado todos na mesma escola...

Uma tristeza.

Beijinho

João disse...

Caríssim'Ana,

Ó p'ra eles tão animados!!!

O que não significa, a bem dizer, tão educados, apesar de rimar...

Aaaaahhhhhhh, o nosso Parlamento, essa instituição que constitui um órgão de soberania do Estado Democrático em que vivemos, a dar mais um excelente exemplo de cidadania a Portugal e ao mundo!

O tempo é de crise, é verdade, cortam nos vencimentos, aumentam os encargos sociais e familiares, e já nem os artistas circenses, como os palhaços, possuem vida desafogada.

Como para todos nós, graças a este (des)Governo... o circo aperta-se!

Beijinhos...

Ana disse...

João
Se eles realmente sentissem os calos apertados talvez não gracejassem com tanto à-vontade...
Eu cada vez sinto menos vontade de rir.
Um destes dias ainda o registo do blogue passa de irónico a trágico.
Já esteve mais longe...

Beijinho